Leismaniose visceral avança nas metrópoles

Fonte: Revista FAPESP Edição Online 21:0523 jul 2018

Dificuldade de diagnóstico e clima mais quente facilitam avanço da doença rumo a grandes centros urbanos.

Esta entrada foi publicada em Biodiversidade, História, Humanidade, Meio Ambiente, Meio Ambiente e Sustentabilidade, Mudanças Climáticas, Saúde, Sociedade. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *